terça, 25 de junho de 2019

CENTENÁRIO DO SUL CONTRA A DENGUE - FAÇA SUA PARTE


A prefeitura de Centenário do Sul, por meio do Comitê Municipal de Combate à Dengue realizou mais uma reunião mensal para discutir os novos direcionamentos com relação ao combate da dengue.

A coordenadora da Área Técnica de Dengue Epidemiológica, Enfermeira Chiara Apa, informou que desde o início desse ano, foram notificados 116 casos de dengue, sendo que 03 foram positivos. “Os sintomas mais comuns são: cefaléia, febre, mialgia (dor no corpo), exantema (manchas vermelhas no corpo). É importante coletar sorologia de dengue mesmo apresentando melhora dos sintomas”. Orientou Chiara.

Os integrantes do Comitê Municipal de Combate à Dengue, afirmaram que as ações educativas de conscientização sobre os riscos da dengue devem ser intensificadas, principalmente nas escolas. As crianças podem ser multiplicadoras no próprio estabelecimento de ensino, em casa com os pais e com seus familiares. Ações de conscientização com a participação da comunidade nas igrejas também serão realizadas com a participação de técnicos com palestras e panfletos educativos e ação de combate rápido em locais estratégicos, onde o risco de foco é maior será intensificado junto ao proprietário ou morador, para a imediata remoção dos objetos que acumulam água. Outra ação definida pelo comitê é a divulgação de dados e campanhas contra a Dengue, por meio das mídias disponíveis.

“É de extrema importância, que tomemos cuidados nesta época do ano, pois devido a ausência de chuvas, muitos se esquecem de tomar os devidos cuidados. Pois esta é a época fundamental em reforçarmos o combate, limpando nossos quintais, não devemos relaxar nossos cuidados e a colaboração de cada um evitando juntar lixos que acumulam água é indispensável, pois se isso não for feito, quando o verão voltar o risco de epidemia pode ser maior ainda.Este é o momento de agir e impedir que a doença volte com força nas próximas estações. Os ovos do A. aegypti resistem a longos períodos de dessecação, que podem durar até um ano. Para a larva eclodir, basta que o ovo do mosquito entre em contato novamente com a água”. Explicou o coordenador do Comitê de Combate a Dengue, Jaime dos Santos.

A.COM

10 Minutos Contra Dengue - Instituto Osvaldo Cruz

O mosquito transmissor da dengue vive e se reproduz dentro das nossas casas. Agindo uma vez por semana na limpeza de criadouros (acesse o Infográfico com os principais criadouros do vetor), a população interfere no desenvolvimento do vetor, já que seu ciclo de vida, do ovo ao mosquito adulto, leva de 7 a 10 dias. Com base neste dado da biologia do vetor, basta uma ação semanal para impedir que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta, freando a transmissão da doença. Além dos grandes reservatórios, como caixas d’água, galões e tonéis, a atenção também deve estar voltada para pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, poço de elevador, entre outros.

Para orientar a ação de 10 Minutos Contra Dengue, os especialistas do IOC elaboraram um guia com os 13 criadouros estratégicos no ambiente doméstico, orientações sobre medidas de prevenção e uma tabela que poderá orientar a checagem semanal. Baixe aqui o guia para utilizar em sua residência e afaste o perigo.

Fonte: Fiocruz


Data: 29/04/2014 14:11:04
Categoria: Antigas

©2019 - Prefeitura Municipal de Centenário do Sul - PR. Todos os direitos reservados.
HNET SOLUÇÕES - A SUA EMPRESA NA INTERNET.